logotipo ence

Paradados

Projeto "Análise de paradados do censo demográfico 2010"

O Censo Demográfico é possivelmente uma das mais importantes fontes de informação sociodemográficas produzidas no país do ponto de vista de sua abrangência temática e territorial. No entanto, devido a sua complexidade, há uma constante preocupação na manutenção da qualidade dos seus resultados. A recente inserção de tecnologias de informação e comunicação (TICs) vem permitindo ganhos no controle da operação de campo e facilitando a apuração dos dados censitários dos últimos levantamentos. Paradados – dados oriundos da operação de coleta e da administração de uma pesquisa – podem ser utilizados na avaliação e na melhoria da qualidade do processo de pesquisa. Existem dois tipos de erros associados a um processo de pesquisa: o erro amostral, atribuído ao fato de que as estimativas são obtidas a partir de uma pesquisa amostral; e erros não amostrais, associados a aspectos inerentes ao processo de coleta dos dados. Este projeto está focado na investigação das fontes de erros não amostrais como possíveis fatores associados às falhas no processo de coleta do Censo Demográfico 2010 e para isto, utiliza como fonte os microdados do Universo do Censo Demográfico de 2010 e uma base de dados de supervisão de campo do mesmo censo. Objetiva-se a aplicação e a análise dos paradados do censo a fim de contribuir com o debate sobre o aprimoramento dos processos de produção de estatísticas públicas associados à realização de Censos e pesquisas quantitativas no país. Para tal, propõem-se a utilização da metodologia estatística de modelos hierárquicos para a identificação dos fatores associados às falhas no processo de coleta como, por exemplo, omissões e inclusões indevidas de indivíduos, domicílios e endereços. A análise de paradados é uma área de pesquisa ainda pouco explorada no Brasil, o projeto visa também à divulgação do uso deste método no debate sobre a qualidade de pesquisas no país.

Equipe:

Alinne de Carvalho Veiga (Responsável pelo Projeto)          Docente    
Denise Britz do Nascimento Silva Docente    
José André de Moura Brito Docente    
Luciano Tavares Duarte Participante Externo - IBGE    
Suzana Cavenaghi Docente  
Elizabeth Hipólito Discente doutorado  

 

Trabalhos que apresetam análises de paradados.

 
Ano Autores Título Periódico/Livro Volume, Número, Páginas Site DOI
2012 Couper, M. P. Using paradata to explore item level response times in surveys Journal of the Royal Statistical Society.A  176(1), 271–286 Disponível aqui. 10.1111/j.1467-985X.2012.01041.x
2013 Kreuter, F. (2013). Improving Surveys with Paradata: Introduction Livo    Disponível aqui. 10.1002/9781118596869
2011 Nicolaas, G. Survey Paradata : A review. ESRC National Centre for Research Methods Review Paper  1(21) Retrieved from  here  
2012 Stern, M. J. Toward Understanding Response Sequence in Check-All-That-Apply Web Survey Questions : A Research Note with Results from Client-Side Paradata and Implications for Smartphone Question Design Background : Vertical vs . Horizontal Orientations. Survey Practice  5(4). Retrieved from here  
2004 Maluccio, J. A. Using Quality of Interview Information to Assess Nonrandom Attrition Bias in Developing-Country Panel Data. Review of Development Economics  8(1), 91–109 Disponível aqui. 10.1111/j.1467-9361.2004.00222.x

Financiamento CNPq - Chamada Universal

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro