logotipo ence

 

Plano de Trabalho 2024.
EPA24.
ENCEemFOCO_N2.
Catalogo de Projetos 2023
Nota 5 Post para Facebook
SAS
1/6 
start stop bwd fwd

 
 
  

Vídeo Institucional
 
 
 
ungp brazil hub logo md
 
 
 
ico rbe.fw
 
 
 
banner com qrcode completo

Defesa de Dissertação de Mestrado de Francisco Tugna Nhaga

 A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a Defesa de Dissertação de Mestrado intitulada:

“Produção, Conservação e Disseminação da Estatística Pública: o caso da Guiné-Bissau

Aluno: Francisco Tugna Nhaga

Data: 05 de Julho de 2024 – Sexta-Feira

Horário: 09h30m

Local : https://ibge.webex.com/ibge/j.php?MTID=mdb29fedc1c53fa0892c026e4a165c5ed 

Resumo: As estatísticas oficiais, elaboradas por órgãos estatais em áreas como economia, sociedade, demografia e meio ambiente, transcendem a mera descrição da realidade,servindo como base para a construção de evidências, a formulação de políticas públicas e o embasamento da tomada de decisões. No contexto da Guiné-Bissau, país da costa ocidental africana com cerca de 2 milhões de habitantes e 36.125 km² de área territorial, este estudo avalia a produção estatística do Instituto Nacional de Estatística da GuinéBissau (INE-GB) entre 2010 e2019.A pesquisa, de natureza quantitativa, pautou-se por revisão bibliográfica e análise do Banco de Dados do Indicador de Desempenho Estatístico (SPI) do Banco Mundial. A revisão bibliográfica incluiu relatórios do INE-GB e de organismos internacionais, além de artigos, dissertações e teses. Já a análise do SPI focou em cinco temas: uso, serviço, produto, fonte e infraestrutura de dados. Os resultados indicam que, em 2019, a produção estatística na Guiné-Bissau apresentou desempenho insatisfatório, com pontuações em cada pilar abaixo da média (50 pontos) da pontuação geral (100 pontos). Comparativamente, o país se encontra em situação inferior à de outros membros da Comunidade dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Esse desempenho deficitário pode ser atribuído a fatores como a instabilidade política crônica, o baixo índice de digitalização da administração pública e a falta de coordenação entre os diversos agentes estatais. Abordar tais desafios é fundamental para aprimorar a produção estatística do INE-GB, tornando-a um instrumento mais eficaz para o desenvolvimento do país.

Palavras-chave: Estatística Pública. Avaliação. Guiné-Bissau.

Banca examinadora:

Dra. Barbara Cobo Soares (ENCE/IBGE) – Orientadora

Dra. Gabriela Spanghero Lotta (FGV)

Dr. Pedro Luís do Nascimento da Silva (ENCE/IBGE)

Coordenação de Pós-Graduação

Angelita Alves de Carvalho

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro