logotipo ence

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

Cursos de Mestrado e Doutorado

O Programa de Pós-Graduação stricto sensu da Escola Nacional de Ciências Estatísticas (ENCE) da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foi criado em 1998 com o nome de Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais.  Atuando com um curso de mestrado desde a sua criação, o programa mudou de denominação em 2014 para Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas, alinhando-se com a criação do curso de doutorado, cuja primeira turma iniciou em março de 2015. Conheça o  projeto de doutorado enviado à CAPES em sua integra: Projeto de Doutorado em População, Território e Estatísticas Públicas.

Inserido na grande área de Ciências Sociais Aplicadas da CAPES, na subárea de Demografia na área de Planejamento Urbano e Regional/Demografia, o programa tem como objetivo geral promover a formação de pesquisadores e profissionais para o desempenho de atividades de pesquisa e ensino, capazes de desenvolver e aplicar abordagens teóricas, modelos e métodos para a análise de processos socioespaciais bem como para a produção de informações e estatísticas públicas que ampliem o conhecimento da realidade populacional e territorial e de sua dinâmica.

Os Cursos exigem dedicação integral. O ano letivo tem início no mês de março de cada ano e desenvolve-se em quatro períodos letivos: março a maio, junho a setembro, setembro a dezembro, e janeiro e fevereiro do ano seguinte. 

Duas características garantem a especificidade do Programa: A primeira é o esforço de articulação entre diferentes cortes disciplinares e enfoques metodológicos na concepção e na prática da pesquisa social. A segunda é a vinculação direta ao IBGE, o que garante uma formação acadêmica integrada com a prática de produção e análise das estatísticas públicas.

Objetivos específicos dos Cursos

a) Promover a utilização de informações e estatísticas públicas para retratar o estado, a dinâmica e a evolução da realidade populacional e territorial do país;

b) Desenvolver estudos sobre questões ligadas ao planejamento e à condução de levantamentos como censos, pesquisas amostrais e registros administrativos usados para a produção de estatísticas públicas que retratem o estado e a dinâmica populacional e territorial e as condições de vida da população;

c) Promover a análise de questões ligadas à mensuração e compreensão do estado e da dinâmica da população e do território, usando principalmente as fontes de dados e as estatísticas públicas;

d) Desenvolver estudos sobre a dinâmica populacional e territorial e das condições de vida da população, englobando aspectos sociais, econômicos e ambientais.

e) Promover e fortalecer as parcerias junto às demais unidades do IBGE para desenvolver projetos de pesquisa e contribuir para o aprimoramento das estatísticas públicas;

f) Promover e fortalecer as parcerias com instituições nacionais e internacionais para desenvolver projetos de pesquisa.

Área de Concentração e Linhas de Pesquisa

A partir de 2014 o programa de Pós-Graduação, além da mudança de nome, agora denominado População, Território e Estatísticas Públicas, também reformulou suas linhas de pesquisa reduzindo-as para duas, dando maior coerência e consistência à produção dos docentes e discentes do curso. Adicionalmente, houve uma redefinição da área de concentração que tem o mesmo nome do programa, População, Território e Estatísticas Públicas e tem como foco o desenvolvimento, a aplicação e a avaliação crítica de abordagens teóricas, modelos e métodos para a análise de processos sócio-espaciais ou para a produção de informações e estatísticas públicas que retratem com rigor e ampliem o conhecimento da realidade populacional e territorial. A ênfase é dada na articulação conjunta entre as dimensões demográfica e territorial com forte suporte no uso e na produção das estatísticas públicas.

As linhas de pesquisa são:

  1.  População, Território e Condições de Vida

Esta linha tem como foco o estudo da dinâmica populacional e territorial e das condições de vida da população, englobando aspectos sociais, econômicos e ambientais. Inclui a utilização de indicadores e o emprego de métodos e modelos para análise da dinâmica populacional e territorial e das condições de vida, o monitoramento e a avaliação de políticas públicas. Explora as bases de dados existentes e realiza levantamentos de informações quantitativas e qualitativas, considerando os aspectos conceituais e metodológicos e respeitando os limites das fontes utilizadas.

  1.  Produção de Estatísticas Públicas

Esta linha tem como foco o estudo de questões ligadas ao planejamento e à condução de levantamentos como censos, pesquisas amostrais e registros administrativos usados para a produção de estatísticas públicas que retratem o estado e a dinâmica populacional e territorial e as condições de vida da população. Inclui o desenvolvimento, a análise e a avaliação de métodos e modelos que contribuam para o avanço da produção de estatísticas públicas, da construção de indicadores e de sistemas de indicadores.

Clique aqui para conhecer o Histórico das linhas de pesquisa do Mestrado.

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro