logotipo ence

 

Dia do Estatístico.
Recomendações.
Tardes Culturais.
Seloge.
Processo Seletivo 2022.
Processo Seletivo 2022.
Livro 20 anos PPG
Núcleo ENCE Covid-19
Agenda de Eventos Externos
SAS
01/10 
start stop bwd fwd

 
 
 
atividades
 
 
ungp brazil hub logo md
 
 
ico rbe.fw
 
 

Defesa de Monografia da Especialização de Ellen Liborio de Azevedo

Pós-Graduação Lato Sensu em Análise Ambiental e Gestão do Território

Apresentação de Monografia

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a apresentação da monografia final do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Análise Ambiental e Gestão do Território intitulada: Comunidade pesqueira, urbanização e injustiça ambiental: o caso da Vila de Pescadores da Praia Grande na área central de Niterói/RJ.

 

Aluna: Ellen Liborio de Azevedo

Data: 15 de Dezembro de 2021 – Quarta-feira

Horário: 14h00m

 

Resumo: A urbanização e industrialização são processos correlatos que ocasionaram uma série de transformações socioespaciais no mundo. No Brasil esse processo se intensifica a partir da década de 1930, momento em que há uma conjunção de condições propícias ao desenvolvimento da industrial nacional. A cidade de Niterói, logo nas primeiras décadas do século XX, se tornou um dos polos mais atrativos para as indústrias do estado. Sua proximidade com a cidade do Rio de Janeiro, centro cultural, político e econômico da época; a infraestrutura desenvolvida de modo a suportar o título de capital fluminense; e subsídios oferecidos pelo governo, tais como o incentivo à instalação de indústrias, geraram uma conjuntura favorável para sua urbanização, processo que concentra não apenas uma massa da população e da produção de riquezas, mas também desigualdades sociais e territoriais. Nesse contexto, comunidades têm seus espaços reduzidos e suas atividades prejudicadas, sendo esses grupos muitas vezes invisibilizados pelos processos econômicos, que somado a sua grande dependência do ambiente para manutenção de suas tradições culturais e sociais, torna sua condição cada vez mais precarizada no espaço urbano. O presente trabalho visa refletir sobre as relações entre urbanização, comunidade pesqueira e justiça ambiental, a partir do estudo da Vila de Pescadores da Praia Grande, situada na área central da cidade de Niterói, que ao longo dos anos passou por diversas intervenções que foram reduzindo e precarizando o seu território. Para tal foram identificados processos de transformações urbanas ocorridas na área central de Niterói, enfatizando a frente marítima do Centro, onde se encontra a comunidade da Praia Grande, analisando as consequências de tais transformações urbanas, principalmente desde a década de 1970. Buscou-se compreender as condições socioeconômicas e culturais atuais da comunidade, verificando a existência e analisando conflitos territoriais que envolvem a apropriação do espaço e identificando processos de injustiça ambiental que implicam a reprodução social do grupo. Palavras-chave: urbanização, injustiça ambiental, transformações urbanas comunidade tradicional, pescadores artesanais, Praia Grande, Niterói.

Banca examinadora:

Dra. Letícia de Carvalho Giannella (ENCE/IBGE) - Orientadora

M. Sc. Rafael Barsotti de Oliveira Castro Torres (UFRJ) - Coorientador

Dr. Romay Conde Garcia (DGC/IBGE)

Dr. João Carlos Carvalhaes dos Santos Monteiro (UFF)

Gerência do Lato Senso

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro