logotipo ence

 

Tardes Culturais.
v_SEMIC.
Seloge.
Processo Seletivo 2022.
Processo Seletivo 2022.
Livro 20 anos PPG
Núcleo ENCE Covid-19
Agenda de Eventos Externos
SAS
1/9 
start stop bwd fwd

 
 
 
atividades
 
 
LogoHub
 
 
ico rbe.fw
 
 

Qualificação de Tese de Bruno Freitas Cortez

ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

 Qualificação de Tese de Doutorado

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a Qualificação de Tese de Doutorado intitulada: “Controle Estatístico de Confidencialidade em microdados de pesquisas amostrais domiciliares

Aluno: Bruno Freitas Cortez

Data: 25 de novembro de 2021 – Quinta-Feira

Horário: 14h30m

Local: Por videoconferência

 

Resumo: Dados e informações são, cada vez mais, produzidos, demandados e valorizados na sociedade atual. Entretanto, quando se trata de estatísticas oficiais também há que se considerar e garantir a confidencialidade das informações dos respondentes. Afinal, informações confiáveis dependem da cooperação e boa vontade dos mesmos. Desta forma, garantir a confiança e aceitação do público frente ao Instituto Nacional de Estatística (INE) é crucial, e uma das formas para tal é assegurar que os respondentes não possam ser identificados a partir dos dados publicados. Contudo, os constantes avanços tecnológicos e sua ampla disponibilidade fazem com que a análise de dados agregados tabulados seja, cada vez mais, substituída pela análise dos dados individuais das unidades de pesquisa a partir de microdados. Embora os produtores dos dados tradicionalmente tomem algumas medidas essenciais, como a remoção de informações que possam levar a uma identificação direta do respondente (nomes, endereços, telefones, entre outros), isto pode não ser suficiente e cada vez mais vem sendo empregado técnicas de Controle Estatístico de Confidencialidade (CEC). Estas técnicas visam tratar os dados para que possam ser divulgados sem revelar informações confidenciais nele contidas, ao mesmo tempo que tentam limitar a perda de informação advinda deste processo. Mais especificamente, a utilização de técnicas mais robustas de CEC materializa-se em questões relacionadas à avaliação do risco de revelação da pesquisa, aos procedimentos de mascaramento de dados, ao cálculo da perda de informação, levando-se em consideração as particularidades de cada pesquisa. Assim, este projeto de tese tem por objetivo propor uma nova abordagem para a implantação de métodos de Controle Estatístico de Confidencialidade, para os microdados de uso público, em pesquisas amostrais domiciliares. Para ilustrar o desenvolvimento da abordagem proposta, será utilizada a PNAD Contínua, por ser a principal pesquisa amostral domiciliar do IBGE, abrangendo todo o território nacional.


Palavras-chave: controle estatístico de confidencialidade, microdados, pesquisas amostrais domiciliares.

Banca examinadora:

Dra. Maysa Sacramento de Magalhães (ENCE/IBGE) - Orientadora

Dr. Mauricio Teixeira Leite de Vasconcellos (ENCE/IBGE)

Dr. José André de Moura Brito (ENCE/IBGE)

Dr. Marcel de Toledo Vieira (UFJF)

Coordenação de Pós-Graduação

César Augusto Marques da Silva

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro