logotipo ence

 

Tardes Culturais.
v_SEMIC.
Seloge.
Processo Seletivo 2022.
Processo Seletivo 2022.
Livro 20 anos PPG
Núcleo ENCE Covid-19
Agenda de Eventos Externos
SAS
1/9 
start stop bwd fwd

 
 
 
atividades
 
 
LogoHub
 
 
ico rbe.fw
 
 

Defesa de Monografia da Especialização de Luiza de Andrade Lima Sjostedt

Pós-Graduação Lato Sensu em Análise Ambiental e Gestão do Território

Apresentação de Monografia

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a apresentação da monografia final do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Análise Ambiental e Gestão do Território intitulada:Aquarismo E Educação Ambiental Crítica: Limitações, Potencialidades E Proposta De Prática Para O Aquário Do Parque Henrique Lage, Rio De Janeiro - RJ.

 

Aluna: Luiza de Andrade Lima Sjostedt

Data: 28 de Abril de 2021 – Quarta-feira

Horário: 16h00m

 

Resumo: O presente trabalho faz uma passagem pela história da Educação Ambiental e sua legitimação no Brasil e no mundo, passando pelas macrotendências conservadora, pragmática e crítica. Com foco na macrotendência crítica, que compreende a educação ambiental popular, emancipatória e transformadora, que busca a liberdade e envolve questões políticas e sociais, a proposta objetiva buscar as potencialidades e limitações da educação ambiental crítica dentro do aquarismo, prática que por si só é entendida como conservadora. Com fim, propõe-se uma prática para ser implementada no aquário do Parque Henrique Lage, no Rio de Janeiro, RJ, o tornando tema gerador. Para isso, o trabalho é dividido em três etapas, sendo a terceira a potencial aplicação da prática. Na primeira é feita uma análise interpretativa de artigos acadêmicos que tratavam de educação ambiental e aquarismo. A partir de análise de conteúdo esses foram classificados de acordo com seis pontos de aderência ao pensamento crítico. A segunda etapa contempla o contexto do Parque Lage e seu aquário, com a elaboração da proposta de prática a ser implementada a partir dos resultados encontrados previamente. A terceira parte, com a implementação da prática em si, não foi possível devido a pandemia do COVID-19. Como resultados gerais, destaca-se que praticamente todos os artigos analisados possuem pontos pertencentes ao pensamento crítico, que na maioria das vezes são colocados de forma superficial. Apenas um dos artigos foi classificado como crítico, indicando a potencialidade de EA crítica e aquarismo. Por outro lado, houve dificuldade de classificar os artigos em apenas uma macrotendência. Para o plano de roteiro da prática, outros pontos foram levantados: a dificuldade de apenas uma prática chegar em todos os objetivos do pensamento crítico; a necessidade de um trabalho prévio para entender a realidade do grupo e pensar na melhor abordagem e, em um trabalho posterior, como incentivo de novos projetos e o apoio aos educadores. Além disso, a confirmação de que a prática proposta está de acordo com o que se pretende fica debilitada devido a impossibilidade de implementação. O plano de roteiro apresenta potencialidades da conciliação entre pensamento crítico e EA em aquários, indicando caminhos para que as diversas dificuldades sejam contornadas.

Palavras-chave: educação ambiental crítica, aquarismo, Parque Lage-RJ.

Banca examinadora:

Dr. César Augusto Marques da Silva (ENCE/IBGE) - Orientador

Dra. Letícia de Carvalho Giannella (ENCE/IBGE)

M. Sc. Bárbara Fortes Campo (UNIRIO)

Gerência do Lato Sensu

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro