logotipo ence

 

Tardes Culturais.
v_SEMIC.
Seloge.
Processo Seletivo 2022.
Processo Seletivo 2022.
Livro 20 anos PPG
Núcleo ENCE Covid-19
Agenda de Eventos Externos
SAS
1/9 
start stop bwd fwd

 
 
 
atividades
 
 
LogoHub
 
 
ico rbe.fw
 
 

Defesa de Monografia da Especialização de Sabrina Couto Freire

Pós-Graduação Lato Sensu em Análise Ambiental e Gestão do Território

Apresentação de Monografia

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a apresentação da monografia final do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Análise Ambiental e Gestão do Território intitulada:Planejamento urbano, resíduos sólidos e injustiça ambiental: o caso da Estação de Transferência de Resíduos do Caju, Rio de Janeiro/RJ.

 

Aluna: Sabrina Couto Freire

Data: 28 de Abril de 2021 – Quarta-feira

Horário: 14h00m

 

Resumo: Ao longo dos processos de crescimento industrial e econômico da cidade do Rio de Janeiro, o surgimento de novas políticas públicas contribuiu para um desenvolvimento desigual das estruturas urbanas. Dentro desse aspecto, a produção de lixo e seu destino é um dos maiores problemas colocados pela crise ambiental nas últimas décadas. Diante da necessidade de ação das instituições, surgiram novas políticas específicas para tratar o assunto, principalmente dentro do discurso capitalista de desenvolvimento sustentável. No Rio de Janeiro, as Estações de Transferência de Resíduos Sólidos fazem parte do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da cidade, e funcionam como uma espécie de depósito temporário para os resíduos até irem para seu destino final. Este projeto de pesquisa visa analisar as escolhas locacionais para o funcionamento dessas atividades, a relação dessas escolhas com a vulnerabilização das camadas sociais ali presentes e como essa ação configura um processo de injustiça ambiental, uma vez que a instalação dessas estruturas são decisões políticas. Atualmente funcionam cinco Estações de Transferência na cidade, localizadas em Bangu, Marechal Hermes, Jacarepaguá, Santa Cruz e Caju. No bairro do Caju, área central da cidade, localiza-se a Estação de Transferência com maior fluxo diário de resíduos. Através de visitas de campo, conversas com moradores do bairro e levantamento documental e bibliográfico, foi possível constatar as condições de vulnerabilidade a que os moradores locais são expostos diante o funcionamento de um empreendimento desse tipo. O contexto, na realidade prática, é conflitante e contraditório com o discurso ambientalmente sustentável, uma vez que é aceitável, na concepção de um plano de gestão pública que discorre melhorias na qualidade de vida da cidade, que certas localidades assumam os riscos e malefícios que o funcionamento de uma atividade dessas pode causar, violando direitos fundamentais à existência.

Palavras-chave: Injustiça ambiental; resíduos sólidos; Caju; desenvolvimento sustentável.  

Banca examinadora:

Dra. Letícia de Carvalho Giannella (ENCE/IBGE) - Orientadora

Dr. Fábio Giusti Azevedo de Britto (CETEM)

Dra. Tatiana Tramontani Ramos (UFF)

Gerência do Lato Sensu

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro