logotipo ence

 

Tardes Culturais.
v_SEMIC.
Seloge.
Processo Seletivo 2022.
Processo Seletivo 2022.
Livro 20 anos PPG
Núcleo ENCE Covid-19
Agenda de Eventos Externos
SAS
1/9 
start stop bwd fwd

 
 
 
atividades
 
 
LogoHub
 
 
ico rbe.fw
 
 

Defesa de Dissertação de Ana Clara Cancelo da Cruz

 

ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

Defesa de Dissertação

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a defesa da Dissertação de Mestrado intitulada: “Acesso à água potável no Brasil: Proposta e aplicabilidade de indicadores complementares para auxiliar o monitoramento da meta 6.1 da agenda 2030”.

Aluna: Ana Clara Cancelo da Cruz
Data: 04 de fevereiro de 2021 – Quinta-Feira
Horário: 09h00m
Local: https://ibge.webex.com/ibge/j.php?MTID=mf658f1c31d603b7ff9b74f01df4bd198
Número da reunião (código de acesso): 179 036 4661
Senha da reunião: vMcWdgap847

Resumo: A garantia de fornecimento de água potável de qualidade, que constitui um direito fundamental inerente à pessoa humana, e a provisão de condições de saneamento adequadas são fatores essenciais para a segurança e proteção da saúde e para garantia dos direitos básicos da população. Ao analisar os esforços mundiais com as agendas internacionais para o combate de desigualdades sociais e melhorias nos direitos humanos básicos, destaca-se a Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável, onde a questão da Água Potável e Saneamento é abordada pelo ODS 6. Porém, é imprescindível levar em consideração que cada país possui suas particularidades e desafios específicos, o que acarreta um incentivo à adaptabilidade das metas, levando em consideração a realidade de cada país. Esse fato conduz para uma discussão sobre indicadores complementares àqueles propostos pela ONU e como os mesmos podem auxiliar no monitoramento das metas. Frente ao exposto, o presente trabalho tem a proposta de apresentar indicadores existentes, conjugando com uma proposta de novos indicadores complementares, para auxiliar o monitoramento do ODS 6 da Agenda 2030, em particular a meta 6.1 - Até 2030, alcançar o acesso universal e equitativo a água potável e segura para todos. O estudo se concentrou em analisar o indicador proposto pela ONU, para o Brasil e para o estado do Rio de Janeiro e outros selecionados do SNIS para o município Rio de Janeiro. Além disso, apresenta uma proposta de novos indicadores complementares para auxiliar na discussão. Ao todo, são apresentados 16 indicadores. Com os indicadores complementares apresentados é possível evidenciar a complexidade que envolve a situação do acesso adequado à água potável, o que permite entender como esse fator impacta na vida da população. As informações apresentadas por meio dos indicadores permitiram analisar particularidades que envolvem a questão com mais amplitude, além de apontar fatores e outras variáveis que influenciam na discussão e que não estão contemplados na proposta da ONU. Com os indicadores complementares, a discussão inerente à meta 6.1 se torna mais abrangente e melhor adaptada para o nível municipal.


Palavras-chave: Agenda 2030; ODS 6; acesso à água; indicadores.

Banca examinadora:
Dra. Andrea Diniz da Silva (ENCE/IBGE) - Orientadora
Dra. Letícia de Carvalho Giannella  (ENCE/IBGE)
Dra. Ana Lucia Nogueira de Paiva Britto  (UFRJ)

Coordenação de Pós-Graduação

Ana Carolina Soares Bertho

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro