logotipo ence

 

Seminario
PTEP
Seloge.
processo_seletivo.
SAS
Horario
Ence 60 anos
1/7 
start stop bwd fwd

 isi2017
 
 
 Vesamp

Defesa de Dissertação de Elisa Carneiro da Silva

  ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

Defesa de Dissertação

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a defesa da Dissertação de Mestrado intitulada: "As mulheres e o campo político: uma análise da influência das características individuais nas chances de eleição de homens e mulheres"

Aluna: Elisa Carneiro da Silva
Data: 18 de agosto de 2017 – sexta-feira
Horário: 14h00m
Local: Ence - Rua André Cavalcanti, 106 – Sala 306 – Bairro de Fátima

Resumo da Dissertação: Em 2010, de acordo com o Censo Demográfico do IBGE, as mulheres representavam pouco mais da metade da população brasileira, bem como a maioria dos eleitores brasileiros, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral. Porém, na contramão desses resultados, nas eleições de 2008, apenas 12% das cadeiras legislativas foram ocupadas por mulheres, tal como apenas 9% do total de vagas às Prefeituras. Tendo em vista a baixa participação política feminina, torna-se necessário entendê-la, seja através do processo de recrutamento partidário ou do sucesso eleitoral, para compreender a causa desse cenário e quais os principais obstáculos a serem enfrentados para garantir uma divisão mais equânime das vagas na esfera política. Para isso, neste trabalho são analisados quais fatores podem influenciar nesse equilíbrio, afetando o interesse dos indivíduos no estágio da oferta e na demanda. E ainda, buscou-se compreender como algumas características sociodemográficas influenciam nas chances de eleição de homens e mulheres, através do cálculo das razões de chance de uma candidata ser eleita, em detrimento de um candidato com as mesmas características. Para isso, foi utilizada uma modelagem de regressão logística binária, tendo como variáveis explicativas informações constantes nos registros de candidaturas do Tribunal Superior Eleitoral. A variável resposta consiste em o candidato ter sido ou não eleito. Alguns resultados obtidos permitem concluir que os eleitores estão, de forma progressiva, elegendo candidatos mais escolarizados e que, para as mulheres em especial essa característica tem influenciado significativamente nas chances de sucesso, representando um aumento de cerca de 28% nas probabilidades de sucesso nas eleições de 2008 e 2012. E ainda, pode-se perceber que disputar pelas regiões Norte e Nordeste mostrou-se muito mais favorável para as candidatas, retornando uma probabilidade de sucesso aproximadamente 26% superior. Por fim, ao determinar o efeito do sexo do candidato na chance de se eleger nos anos de 2008 e 2012, é possível estabelecer que para o sexo feminino as chances apenas superam a dos candidatos quando disputaram por partidos nanicos e pequenos, nas regiões Norte e Nordeste e possuindo ensino superior. Para todos os outros perfis de candidaturas, as chances foram inferiores às dos candidatos.

Banca examinadora:
Dra. Maria Salet Ferreira Novellino (Ence/IBGE) - Orientadora
Dr. Gustavo da Silva Ferreira (Ence/IBGE) – Coorientador
Dra. Denise Britz do Nascimento Silva (Ence/IBGE)
Dra. Cristiane Corrêa Batista Santos (UNIRIO)

Coordenação de Pós-Graduação
CÉSAR MARQUES

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro