logotipo ence

 

processo_seletivo.
SAS
Seminario
Seloge.
Horario
PTEP
Ence 60 anos
1/7 
start stop bwd fwd

 isi2017
 
 
 Vesamp

Defesa de Monografia - Graduação

 

 

ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS 

Graduação em Estatística 

 

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a defesa de Monografia da Graduação intitulada:  

“Análise Temporal dos óbitos por acidentes de trânsito no estado do Rio de Janeiro de 2010 a 2014” 

Alunos: Larissa Quaglio Xavier e Thomas Espindola Ferreira da Silva 

Orientadora: Ana Carolina Soares Bertho 

Coorientadora: Larissa de Carvalho Alves 

Data: 10 de julho de 2017 – Segunda-Feira 

Horário: 18h30m 

Local: Ence – Rua André Cavalcanti, 106 – Sala 303 – Bairro de Fátima 

Resumo da Monografia:

A década de 2011 a 2020 foi declarada pelas autoridades mundiais a​“Década de Ação pela Segurança no Trânsito​” devido ao preocupante número de vítimas por acidentes de trânsito a cada ano e às consequências econômicas e sociais acarretadas. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), assegurar a proteção de pedestres e motociclistas é fundamental para a redução da mortalidade no trânsito, pois estes estão mais desprotegidos em relação aos ocupantes de automóveis. No Brasil, os acidentes de trânsito estão entre as principais causas de óbitos por causas externas, sendo a segunda principal causa, logo após o grupo de óbitos por agressões. Estes acidentes ainda são erroneamente associados ao conceito de mortes casuais e imprevisíveis que, portanto, fogem do controle de gestores públicos, sendo necessária a desconstrução da ideia de casualidade dos acidentes de trânsito. O presente trabalho avalia a evolução mensal dos óbitos por acidente de trânsito no Estado do Rio de Janeiro, de 2010 até 2014, considerando as vítimas de acidentes com motocicletas, automóveis e na condição de pedestres, a partir dos microdados de mortalidade por causas externas do Sistema de Informação sobre Mortalidade. A análise temporal foi realizada por meio de um Modelo Linear Dinâmico Generalizado Poisson, sob a perspectiva Bayesiana, buscando analisar a existência de aumento ou diminuição do número de óbitos e se há meses nos quais o número de casos é maior ou menor. Não houve evidência de tendência nas séries, logo, os óbitos de pedestres, motociclistas e ocupantes de automóveis não aumentaram ou decresceram significativamente no Rio de Janeiro. Para as séries de pedestres e ocupantes de automóvel, a análise revelou que há um efeito no mês de fevereiro, que apresenta menor número de óbitos em relação aos outros meses 

Banca examinadora: 

Ana Carolina Soares Bertho (Ence/IBGE) - Orientadora 

Larissa de Carvalho Alves (Ence/IBGE)- Coorientadora 

Gustavo da Silva Ferreira (Ence/IBGE) 

Angelita Alves de Carvalho (Ence/IBGE) 

 

 

Coordenação de Graduação 

Denise Britz do Nascimento Silva

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro