logotipo ence

 

Seloge.
Pesquisa com Egressos
Seminario.
processo_seletivo.
SAS
Horario
1/6 
start stop bwd fwd

 
 
 cartazsemic2019
 

Defesa de Dissertação de Carolina Valani Cavalcante

 ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

Defesa de Dissertação

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a defesa da Dissertação de Mestrado intitulada: “Estimação em pequenas áreas para o acesso às tecnologias de informação e comunicação na pesquisa TIC domicílios”.

Aluna: Carolina Valani Cavalcante
Orientadora: Denise Britz do Nascimento Silva

Data: 26 de agosto de 2016 – sexta-feira
Horário: 14h00m
Local: Ence - Rua André Cavalcanti, 106 – Sala 306 – Bairro de Fátima

Resumo da Dissertação: A disseminação da tecnologia e a intensificação do uso da internet conduziu a sociedade para uma nova forma de se relacionar e de se organizar, assim as Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) passaram a fazer parte das rotinas diárias de grande parte das pessoas. A atual configuração da sociedade trouxe novas demandas aos órgãos nacionais de estatística, uma vez que observou-se a necessidade de levantamento de dados que captassem o acesso e uso das TICs nos diferentes setores da população de todos os países. No Brasil, são duas as principais fontes de dados sobre TIC, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) - IBGE e a pesquisa TIC Domicílios - CETIC.br. Enquanto a PNAD divulga resultados por Unidade da Federação mas contém poucas variáveis investigadas sobre o tema, a TIC Domicílios retrata com maior detalhe os tipos de acesso e uso. Entretanto, sua divulgação ocorre em um nível geográfico mais agregado, isto é, por grandes regiões. Com isso, faz-se necessária a estimação de informações detalhadas sobre a presença de TIC nos domicílios brasileiros e que, ao mesmo tempo, revelem as diferenças existentes entre as Unidades da Federação. Para tanto, esta dissertação utiliza os métodos de Estimação em Pequenas Áreas, em particular, o modelo de Fay-Herriot em três cenários, o modelo básico, o modelo temporal e o modelo espaço-temporal. Os resultados encontrados mostraram que o modelo que leva em consideração a distribuição conjunta espaço-temporal do fenômeno de interesse, foi capaz de produzir estimativas satisfatórias para o número de domicílios com acesso a computador e com acesso a internet em cada UF. Há evidências de que os modelos propostos podem contribuir para ampliar a utilização das estimativas publicadas pela pesquisa TIC Domicílios.

Banca examinadora:
Dra. Denise Britz do Nascimento Silva (Ence/IBGE) - Orientadora
Dra. Suzana Marta Cavenaghi (Ence/IBGE)
Dra. Kelly Cristina Mota Gonçalves (UFRJ)

                            
Coordenação de Pós-Graduação
CESAR MARQUES

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro