logotipo ence

 

Seloge.
Pesquisa com Egressos
Seminario.
processo_seletivo.
SAS
Horario
1/6 
start stop bwd fwd

 
 
 Coral Dez 19
 

Defesa de Dissertação de Maíra Pinheiro Luiz Soares

 ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

Defesa de Dissertação

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a defesa da Dissertação de Mestrado intitulada: “Interação regional e assimetrias interurbanas: evidências da pendularidade na região sudeste brasileira em 2010”.

Aluna: Maíra Pinheiro Luiz Soares
Orientadora: Julia Celia Mercedes Strauch
Coorientador: Gustavo da Silva Ferreira

Data: 20 de julho de 2016 – quarta-feira
Horário: 14h00m
Local: Ence - Rua André Cavalcanti, 106 – Sala 306 – Bairro de Fátima

Resumo da Dissertação:  No decorrer das últimas cinco décadas as cidades brasileiras têm experimentado um acirrado incremento populacional desacompanhado de políticas de ordenamento territorial dedicadas à integração administrativa, despolarização produtiva e eficiência da forma urbana. A manutenção das centralidades historicamente construídas e das assimetrias no desenvolvimento econômico entre aglomerações em detrimento do incentivo à complementaridade entre localidades contribuiu para o aumento da polarização das oportunidades de participação econômica e social nas grandes cidades. Um dos desdobramentos mais evidente deste conjunto de dinâmicas é o fenômeno da mobilidade pendular. Diariamente grandes contingentes populacionais se deslocam entre municípios para trabalho impactando negativamente tanto sobre a gestão pública quando sobre o senso de pertencimento urbano dos indivíduos. Diante deste cenário, a questão da interação econômica e administrativa entre localidades fundamenta-se como ponto central para o debate acerca da equidade no desenvolvimento urbano e regional. Bem como foco para o desenvolvimento de políticas pública a exemplo do Estatuto da Metrópole. Neste sentido a dissertação objetiva a investigação de duas hipóteses: (a) as redes urbanas no sudeste brasileiro podem ser lidas a partir da observação da interação entre cidades no âmbito da dinâmica de pendularidade; e (b) é possível estimar os fluxos como resposta das assimetrias econômicas e de infraestrutura entre cidades, parâmetros espaciais e tipológicos dos mesmos. A primeira hipótese (a) foi abordada a partir da literatura sobre processo de desenvolvimento urbano, de regionalização e da epistemologia de rede e espaço. Já a segunda hipótese (b) foi abordada segundo as referências da econometria bem como com a modelagem de uma regressão zero-inflacionada sobre os fluxos pendulares entre municípios da região sudeste brasileira em 2010, coletados pela amostra do censo demográfico do mesmo ano. Com isso a dissertação contribui para o campo do planejamento urbano regional e para a gestão pública integrada.

Banca examinadora:
Dra. Julia Celia Mercedes Strauch (Ence/IBGE) - Orientadora
Dr. Gustavo da Silva Ferreira  (Ence/IBGE) – Coorientador
Dra. Denise Britz do Nascimento Silva (Ence/IBGE)
Dr. Vinicius de Moraes Netto (UFF)

                
Coordenação de Pós-Graduação
CESAR MARQUES

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro