logotipo ence

 

Seloge.
Pesquisa com Egressos
Seminario.
processo_seletivo.
SAS
Horario
1/6 
start stop bwd fwd

 
 
 Coral Dez 19
 

Defesa de Dissertação de Pamela Ferreira Barbosa Pessoa

 Escola Nacional de Ciências Estatísticas

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

Defesa de Dissertação

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a defesa da Dissertação de Mestrado intitulada: “O impacto da evitabilidade de óbitos na população idosa brasileira nos anos 2000 e 2010”.

Aluna: Pamela Ferreira Barbosa Pessoa
Orientadora: Denise Britz do Nascimento Silva
Coorientadora: Solange Kanso El Ghaouri

Data: 25 de maio de 2016 – quarta-feira
Horário: 10h00m
Local: Ence - Rua André Cavalcanti, 106 – Sala 306 – Bairro de Fátima

Resumo da Dissertação:  Ao longo do tempo, o Brasil vem apresentando uma maior esperança de vida ao nascer. Com o avançar da idade, há uma maior propensão do desenvolvimento de doenças crônicas, as quais são consideradas as principais causas de morte evitáveis (CME). Esta dissertação tem como objetivo avaliar o impacto de algumas CME na população idosa, com base na expectativa de vida e na taxa de mortalidade nos anos de 2000 e 2010, bem como nas políticas relacionadas às CME existentes nesse período. Além de identificar alguns fatores associados à ocorrência destas CME em idosos no ano de 2013. Com esta finalidade serão construídas tábuas de vida ordinárias e de múltiplo decremento. Além disso, será ajustado um modelo de regressão logística para as principais CME em idosos. As fontes de dados utilizadas neste trabalho foram o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde (MS), referente aos anos de 2000 e 2010, e a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2013, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os resultados mostraram que a CME mais diagnosticada entre os idosos, em 2013, foi a diabetes. O modelo não possui um bom poder preditivo, mas foi possível obter perfis dos idosos. Observou-se que a causa que mais apresentaria impacto positivo na taxa de mortalidade e na expectativa de vida ao nascer caso tivesse sido evitada, tanto entre a população idosa masculina quanto a feminina, em 2000 e em 2010, é o infarto. Se as 6 principais CME tivessem sido evitadas em 2010, a expectativa de ida dos homens teria aumentado 2 anos e 3 meses e das mulheres 1 ano e 11 meses. Foi verificado que os impactos seriam maiores para a população masculina.

Banca examinadora:
Dra. Denise Britz do Nascimento Silva (Ence/IBGE) - Orientadora
Dra. Solange Kanso El Ghaouri (IPEA e IBMEC) – Coorientadora
Dra. Ana Carolina Soares Bertho (Ence/IBGE)
Dr. Iúri da Costa Leite (Fiocruz)

                     
Coordenação de Pós-Graduação
CESAR MARQUES

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro