logotipo ence

 

Seloge.
Pesquisa com Egressos
Seminario.
processo_seletivo.
SAS
Horario
1/6 
start stop bwd fwd

 
 
 Coral Dez 19
 

Defesa de Dissertação de Mariana Coutinho Magnani Carneiro

ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

Defesa de Dissertação

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a defesa da Dissertação de Mestrado intitulada: “Uma análise dos casais brasileiros segundo o afazer doméstico”

Aluna:   Mariana Coutinho Magnani Carneiro
Orientadora: Maysa Sacramento de Magalhães
Coorientadora: Sonoe Sugahara Pinheiro

Data: 03 de fevereiro de 2016 – quarta-feira
Horário:  14h30m
Local: ENCE - Rua André Cavalcanti, 106 – Sala 306 – Bairro de Fátima

Resumo da Dissertação: A tradicional divisão de trabalho entre gêneros – em que cabe ao homem as atividades que conferem rendimentos para o sustento da família e às mulheres o cuidado dos filhos e o trabalho doméstico – tem se modificado. Mudanças no afazer doméstico dos casais vem ocorrendo na sociedade brasileira desde a época do patriarcado. Àquela época as mulheres eram as únicas responsáveis pela organização do lar e apenas os homens exerciam trabalho. Nos dias atuais, as mulheres já se fazem presentes no mercado de trabalho e os homens, nas tarefas domésticas, mas a herança da tradicional divisão sexual do trabalho ainda gera desigualdades de gênero no afazer doméstico. É importante um estudo que analise o tempo dedicado aos afazeres domésticos sob a ótica do casal para dar subsídios à confecção de políticas públicas que auxiliem na minimização das desigualdades na distribuição do trabalho reprodutivo entre os membros dos casais. Neste sentido, este trabalho tem como objetivo analisar o tempo gasto em afazer doméstico de casais brasileiros ativos no mercado de trabalho segundo algumas variáveis sociodemográficas, utilizando dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) dos anos 2002, 2007 e 2012. Assim, foram feitas análises considerando várias variáveis, como por exemplo, classe de rendimento familiar per capita, cor/raça do casal, número de filhos na família e, além disso, foram traçados perfis dos casais segundo a taxa de participação feminina no afazer doméstico do casal. Também foi feita uma análise de agrupamentos desses casais para o ano mais recente do estudo. Pelos dados analisados, conclui-se que a participação dos homens nos afazeres domésticos vem aumentando com os anos, porém o tempo que o homem dedica ao afazer doméstico parece estável ao longo dos anos estudados e é bem inferior ao que a mulher dedica ao afazer doméstico. No entanto, com os anos, cresce o número de casais em que os membros exercem a mesma quantidade de horas em afazer doméstico. Assim, a diferença de gênero nas tarefas do lar parece estar mais estreita com o passar dos anos, mas caminha em marcha lenta.

Banca examinadora:

Dra. Maysa Sacramento de Magalhães (Ence/IBGE) – Orientadora
Dra. Sonoe Sugahara Pinheiro (Ence/IBGE) - Coorientadora
Dra. Maria Salet Ferreira Novellino (Ence/IBGE)
Dr. Fabio Roberto Bárbolo Alonso (UFF)

Coordenação de Pós Graduação
SUZANA CAVENAGHI

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro