logotipo ence

 

Seloge.
Pesquisa com Egressos
Seminario.
processo_seletivo.
SAS
Horario
1/6 
start stop bwd fwd

 
 
 Cartaz20AnosPPG Ence
 

Defesa de Dissertação de Adriano Roner Melo Nogueira

 ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

Defesa de Dissertação

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a defesa da Dissertação de Mestrado intitulada:“Envelhecimento populacional brasileiro: idade prospectiva e retrospectiva".

Aluno: Adriano Roner Melo Nogueira
Orientadora: Ana Carolina Soares Bertho
Coorientador:  José Eustáquio Diniz Alves

Data: 25 de agosto de 2015 – terça-feira
Horário:  16h00m
Local: ENCE - Rua André Cavalcanti, 106 – Sala 305 – Bairro de Fátima

Resumo da Dissertação: A transição demográfica no Brasil, que teve início no século passado e continua em curso atualmente, tem como consequência um acelerado processo de envelhecimento populacional. Graças às bruscas reduções nas taxas de fecundidade, estamos vivendo em uma sociedade com participação cada vez maior de idosos em sua composição. Mas quem são os idosos? Segundo a legislação brasileira, idoso é aquele que possui idade cronológica igual ou superior a 60 anos. Este trabalho estima o número de idosos que o Brasil terá no futuro a partir de uma definição alternativa que vem sendo utilizada em alguns trabalhos e pesquisas. Esta definição parte do pressuposto de que idosa é aquela pessoa que possui determinada quantidade de anos a serem vividos. A ideia central não é descartar a medida cronológica do tempo de vida de uma pessoa, mas agregar a esta medida a Esperança de Vida Restante (EVR), ou seja, a média de anos que aquela pessoa ainda deve viver. Desta maneira, pode-se refinar o alcance e a eficácia de políticas públicas para a população idosa. São apresentados alguns indicadores do envelhecimento populacional no Brasil, utilizando as projeções populacionais até 2060 feitas pelo IBGE, e comparados segundo as duas abordagens apresentadas neste trabalho para conceituar pessoa idosa. Por fim, são avaliadas as diferenças entre o uso das duas abordagens como critério para concessão de aposentadoria por idade em um sistema financiado pelo regime de repartição simples, contribuindo para a reflexão de um planejamento atuarial de um sistema previdenciário público voltado para uma população em acelerado processo de envelhecimento.

Banca examinadora:
Dra. Ana Carolina Soares Bertho (Ence/IBGE) – Orientadora
Dr. José Eustáquio Diniz Alves (Ence/IBGE) - Coorientador
Dra. Angelita Alves de Carvalho (Ence/IBGE)
Dra. Laura Lídia Rodríguez Wong (UFMG)

Coordenação de Pós Graduação
SUZANA CAVENAGHI

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro