logotipo ence

 

Seloge.
Pesquisa com Egressos
Seminario.
processo_seletivo.
SAS
Horario
1/6 
start stop bwd fwd

 
 
 Cartaz20AnosPPG Ence
 

Defesa de Dissertação: “Quem voltou “para casa”? Caracterização individual e familiar dos migrantes internacionais que retornaram para a Costa Rica entre 2006 e 2011.”

 

Escola Nacional de Ciências Estatísticas
Mestrado em População, Território e Estatísticas Públicas
Defesa de Dissertação

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a defesa da Dissertação de Mestrado intitulada: “Quem voltou “para casa”? Caracterização individual e familiar dos migrantes internacionais que retornaram para a Costa Rica entre 2006 e 2011.”

Aluno: Esteban Dávila Carmona
Orientadora: Dra. Suzana Marta Cavenaghi
Coorientador: Dr. Marden Barbosa de Campos

Data:  28 de março 2014 – sexta-feira
Horário: 14:00 horas
Local: ENCE - Rua André Cavalcanti, 106 – Sala 306 – Santa Teresa

Resumo da Dissertação
A Costa Rica, igual que países como o Brasil, o México e o Uruguai, experimentou recentemente um aumento na migração de retorno de seus naturais. Houve um incremento de 125% no volume de migrantes internacionais de retorno costarricenses, comparando os censos de 2000 e 2011, sendo os Estados Unidos o principal país de origem. Este trabalho descreve o perfil socioeconômico destes migrantes costarricenses e discute-se, em função destas características, a situação socioeconômica e demográfica do conjunto, relativa a outros grupos populacionais. Foi realizada uma análise demográfica dos costarricenses que retornaram no período 2006-2011, com base nos volumes, sexo, idade, estado civil, escolaridade, trabalho e condições de vida, assim como a distribuição geográfica desses atributos, utilizando as informações do Censo Demográfico e de Domicílios de 2011 da Costa Rica. São abordados dois níveis: individuo e família, no intuito de contar com um conhecimento mais amplo sobre as unidades e grupos envolvidos nestes deslocamentos. Comparados com outros grupos migrantes e com a população total da Costa Rica, os retornados apresentaram escolaridade mais alta, maiores níveis de ocupação econômica, maior participação no trabalho independente e melhores indicadores de condições de vida. Foi constatada também uma maior participação masculina entre os retornados, principalmente de pessoas em idade de maior atividade econômica. No nível familiar é mais frequente encontrar domicílios com apenas um migrante que retornou ou grupos pequenos, compostos em maioria por pessoas parte do núcleo familiar, especialmente chefes (homens e mulheres) desses domicílios.

Banca examinadora:

Dra. Suzana Marta Cavenaghi (ENCE/IBGE) – Orientadora
Dr. Marden Barbosa de Campos (IBGE) - Coorientador
Dra. Maria Sallet Ferreira Novellino (ENCE/IBGE)
Dr. Wilson Fusco (FUNDAJ)                     

Coordenação de Pós Graduação

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro