logotipo ence

 

Seloge.
Pesquisa com Egressos
Seminario.
processo_seletivo.
SAS
Horario
1/6 
start stop bwd fwd

 
 
 Cartaz20AnosPPG Ence
 

Defesa de Dissertação - Uma aplicação da geoestatística ao estudo da segregação socioespacial na microrregião do Vale do Paraíba Fluminense: Um foco nos município de Resende e Volta Redonda

 

ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS
Mestrado em População, Território e Estatísticas Públicas

Defesa de Dissertação
A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a defesa da Dissertação de Mestrado intitulada: “Uma aplicação da geoestatística ao estudo da segregação socioespacial na microrregião do Vale do Paraíba Fluminense: Um foco nos município de Resende e Volta Redonda”.

Aluna: Ana Paula Vasconcelos Gonçalves
Orientadora: Julia Celia Mercedes Strauch
Coorientador: Cesar Ajara

Data: 6 de junho de 2014 – sexta-feira
Horário: 10:00 horas
Local: ENCE - Rua André Cavalcanti, 106 – Sala 306 – Bairro de Fátima

Resumo da Dissertação
Os municípios da microrregião do Vale do Paraíba Fluminense, localizada ao sul do Estado do Rio de Janeiro, apresentam uma crescente industrialização que movimenta a economia local, atraindo pessoas de distintos lugares em busca de melhores condições de vida. O desenvolvimento trazido pelas indústrias intensifica o processo de segregação socioespacial, acarretando consequências negativas para a população local. A segregação abordada neste trabalho é caracterizada pelas distintas condições de acesso a oportunidades, tais como: moradia, educação, saúde, infraestrutura urbana, entre outras; ocorrendo de maneira involuntária, quando o indivíduo é obrigado a residir em determinados locais por forças externas. Este trabalho tem como objetivo analisar a variabilidade da segregação socioespacial na microrregião do Vale do Paraíba Fluminense em 2010, destacando das áreas urbanas das cidades de Resende e Volta Redonda devido à importância que elas apresentam na região. Para tal estudo foram utilizadas as variáveis do Censo de 2010 e por meio da análise fatorial, foram identificados dois fatores bem definidos: o fator 1 é relacionado a infraestrutura domiciliar e o fator 2 relacionado perfil socioeconômico da população residente. Tratando a segregação socioespacial como um processo contínuo no espaço foi aplicada a estes fatores a técnica de interpolação denominada de krigagem para mensurar a intensidade do fenômeno. O modelo esférico aplicada a função de semivariância mostrou-se adequado a verificação da segregação, realçando que o primeiro fator, relacionado à infraestrutura domiciliar, retrata a segregação entre os bairros e também entre os municípios da microrregião estudada, apresentando um alcance de 31.904 metros e o segundo fator, referente ao perfil socioeconômico da população residente, retrata a segregação principalmente intrabairros, pois o alcance encontrado foi de 2.529 metros.

Banca examinadora:

Dr. Julia Celia Mercedes Strauch (ENCE/IBGE) – Orientadora
Dr. Cesar ajara (ENCE/IBGE) - Coorientador
Dra. Moema De Poli Teixeira (ENCE/IBGE)
Dr. Cosme Marcelo Furtado Passos da Silva (Fiocruz)

Coordenação de Pós Graduação
Suzana Marta Cavenaghi

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro