logotipo ence

 

Seloge.
Processo Seletivo 2021.
Núcleo ENCE Covid-19
Agenda de Eventos Externos
Horário
processo_seletivo.
SAS
1/7 
start stop bwd fwd

 
 
 
atividades
 
 
 
 
ico rbe.fw
 
 

Defesa de Dissertação de Matheus Fernandes Mendonça

ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

Defesa de Dissertação de Mestrado

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a Defesa de Dissertação de Mestrado intitulada: Análise espaço-temporal e circunstancial dos óbitos de Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro (2015-2019)

Aluno: Matheus Fernandes Mendonça

Data: 23 de fevereiro de 2021 – Terça-Feira

Horário: 14h00m

Local: Por videconferência

Resumo: Os policiais constituem uma categoria profissional muito vulnerável a acidentes de trabalho, ao sofrimento psíquico e aos riscos decorrentes da violência urbana, estando constantemente expostos a altas cargas de estresse, independente do país de atuação. O convívio com a violência, com situações de elevado grau de risco e o diário contato com os problemas sociais, são alguns dos fatores que compõe as razões que tornam a profissão uma das que apresenta maior risco e ameaças a integridade e saúde de seus trabalhadores. No caso dos policiais brasileiros, os integrantes da Policial Militar apresentam uma exposição ainda maior aos riscos laborais naturais da profissão, devido à ostensividade e as características funcionais da instituição. Entre 1998 e 2019, 2601 Policiais Militares do Estado do Rio de foram mortos em decorrência de causas não naturais, como homicídios, latrocínios, lesões corporais seguidas de morte, acidentes ou suicídio, sendo que as mortes caracterizadas como crimes violentos constituíram o principal fator de vitimização. Apenas entre 2015 e 2019, 366 policiais militares foram mortos em crimes violentos letais intencionais. Dessa forma, a presente pesquisa objetivou analisar a evolução das taxas de óbitos não naturais de policiais militares a partir do ano de 1998, bem como analisar descritivamente as mortes decorrentes de crimes violentos entre 2015 e 2019, verificando a concentração espacial, características dos óbitos e fatores de correlação. Concluiu-se que os policiais militares que integram as graduações mais baixas na estrutura hierárquica da corporação estão mais suscetíveis à morrerem em acidentes, latrocínios, homicídios e lesões corporais seguidas de morte, bem como foi verificada uma correlação positiva entre as mortes de policiais militares em serviço nas localidades em que ocorrem mais óbitos de civis decorrentes de intervenção de agente do estado.

Palavras-chave: (Vitimização. Polícia Militar. Rio de Janeiro.)

Banca examinadora:

Dra.  Ana Carolina Soares Bertho (ENCE/IBGE) - Orientadora

Dra. Maria Salet Ferreira Novellino (ENCE/IBGE)

Dr. Luis Felipe Zilli do Nascimento (FJP)

    Coordenação de Pós-Graduação

Ana Carolina Soares Bertho

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro