logotipo ence

 

Seloge.
Pesquisa com Egressos
Seminario.
processo_seletivo.
SAS
Horario
1/6 
start stop bwd fwd

 
 
 cartaz workshop ENCE mercado
 

Defesa de Dissertação de Diogo Maranhão Madruga

 

ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

Defesa de Dissertação

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a defesa da Dissertação de Mestrado intitulada: “Mulheres e trabalho na Região Metropolitana do Rio de Janeiro: um estudo das diferenças entre a capital e seu entorno”.

Aluno: Diogo Maranhão Madruga
Data: 26 de agosto de 2019 – Segunda-Feira
Horário: 14h00m
Local: Ence – Rua André Cavalcanti, 106 – Sala 305 – Bairro de Fátima

Resumo da Dissertação: De áreas ditas centrais às mais periféricas, a repetição de padrões e as tentativas de enclausuramento de corpos orgânicos e animados se materializa em blocos de concreto diversos nos seus formatos, tipificando cidades como paradoxais “selvas de pedra”. Essa homogeneização, porém, conquanto aparente, não se materializa nas entranhas dos espaços das cidades, lugares onde os sujeitos reproduzem sua vida em sociedade. Este trabalho tem como objetivo analisar as diferenças, correspondentes à dimensão do trabalho, entre mulheres habitantes da capital da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ) e de seus demais municípios, relacionando-as ao processo histórico de formação da RMRJ. Almejou-se testar a hipótese de que a produção histórica desigual dos espaços da capital (centralidade) e dos outros municípios da RMRJ criou também condições diferentes para a mulher na reprodução de sua vida cotidiana, aqui representada pela dimensão do trabalho. O trabalho se dividiu em três partes, nas quais se estabeleceram as bases teórico-metodológicas e históricas para a formação da metrópole fluminense; uma revisão sumária de aspectos relevantes da literatura sobre as temáticas da mulher em relação tanto ao espaço urbano quanto ao trabalho e, por fim, uma análise, por meio de dados da Pnad 2015, da realidade cotidiana das mulheres habitantes da RMRJ, divididas entre a Capital e o conjunto do restante dos municípios da RM (Entorno). Os resultados do trabalho demonstram que as mulheres vivem realidades bastante distintas nas duas áreas analisadas, o que está ligado à formação histórica desigual dos espaços da RMRJ, com forte convergência de oportunidades e capital para a capital e ausência desses fatores no restante da RM, onde o trabalho é precarizado e tem baixas garantias sociais para as mulheres.

Banca examinadora:
Dra. Letícia de Carvalho Giannella (Ence/IBGE) – Orientadora
Dr. Fabio Giusti Azevedo de Britto (Ence/IBGE)
Dra. Rossana Brandão Tavares (UFF)

Coordenação de Pós-Graduação
CÉSAR MARQUES

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro