logotipo ence

 

Ser Mulher
Livro 20 anos PPG
Seloge.
Processo Seletivo 2021.
Núcleo ENCE Covid-19
Agenda de Eventos Externos
Horário
processo_seletivo.
SAS

 
 
 
atividades
 
 
 
 
ico rbe.fw
 
 

Defesa de Dissertação de Sanelly Côrte Coêlho

ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS

Pós-Graduação em População, Território e Estatísticas Públicas

Defesa de Dissertação de Mestrado 

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a Defesa de Dissertação de Mestrado intitulada: Consistência das respostas individuais da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua sobre as condições de ocupação no mercado de trabalho brasileiro

Aluna: Sanelly Côrte Coêlho

Data: 28 de julho de 2021 – Quarta-Feira

Horário: 09h00m

 

Resumo: O constante aperfeiçoamento das etapas de uma pesquisa é imprescindível para a qualidade de seus dados. Quando se trata de uma pesquisa longitudinal é possível, ainda, analisar a consistência das respostas individuais ao longo do tempo de modo a trazer à luz questionamentos sobre a origem de possíveis falhas na pesquisa e apontamentos para sua solução. Atentando para isso, esta dissertação visa contribuir para a melhoria da qualidade da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – PNAD Contínua, propondo procedimentos para crítica de consistência dos dados pertinentes às respostas individuais sobre as variáveis relacionadas à ocupação no mercado de trabalho brasileiro a partir da análise das informações longitudinais da pesquisa obtidas de janeiro de 2018 a março de 2019. Para tanto foi necessário realizar o pareamento dos microdados divulgados. Com a base pareada identificaram-se os indivíduos ocupados (O), desocupados (D) e fora da força (FF) e estabeleceram-se estados de ocupação definidos por combinações de posição/categoria de ocupação e educação. Foram, então, analisados os fluxos dos estados de ocupação entre as 5 visitas da PNAD Contínua. Um dos destaques refere-se ao fluxo de indivíduos entre os estados empregado do setor público com carteira assinada e militar ou servidor público estatutário. Verificou-se que, em média, 25% das pessoas no primeiro estado de ocupação se declaravam como militar ou servidor público estatutário no trimestre seguinte. A análise dos fluxos entre estados de ocupação de todos os respondentes da amostra da PNAD Contínua buscou investigar a ocorrência de mudanças que poderiam ser classificadas como suspeitas e associadas a erros não amostrais no processo de pesquisa. O estudo levou em consideração também os paradados referentes às informações do respondente e do entrevistador. A utilização de testes estatísticos de independência forneceu evidências de forte associação entre a troca de entrevistadores e/ou tipos de respondentes (proxy ou próprio) e as mudanças nos estados de ocupação. Constatou-se ainda que, dentre os ocupados no setor público, em média 18% dos casos em que o respondente é a própria pessoa há mudança nos estados de ocupação. Conclui-se, portanto, que uma das formas de reduzir erros não amostrais provenientes da troca de respondente/entrevistador é o uso de entrevista dependente. Entretanto é preciso, também, certificar de que tanto o entrevistador quanto o respondente consigam compreender e diferenciar as posições e categorias de ocupação, principalmente quando se trata dos estados de ocupação do setor público.

Palavras-chave: Qualidade. Etapas da pesquisa. Estados de ocupação. Fluxos longitudinais. Entrevista dependente.

Banca examinadora:

Dra. Denise Britz do Nascimento Silva (ENCE/IBGE) - Orientadora

Dra. Wasmália Socorro Barata Bivar (ENCE/IBGE) - Coorientadora

Dra. Andrea Diniz da Silva (ENCE/IBGE)

Dra. Danielle Carusi Machado (UFF)

Coordenação de Pós-Graduação

Angelita Alves de Carvalho

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro