logotipo ence

 

Recomendações.
Tardes Culturais.
v_SEMIC.
Seloge.
Processo Seletivo 2022.
Processo Seletivo 2022.
Livro 20 anos PPG
Núcleo ENCE Covid-19
Agenda de Eventos Externos
SAS
01/10 
start stop bwd fwd

 
 
 
atividades
 
 
ungp brazil hub logo md
 
 
ico rbe.fw
 
 

Apresentação de Monografia da Graduação de Letícia Maria Correia Borges e Rodrigo Barbosa de Oliveira

ESCOLA NACIONAL DE CIÊNCIAS ESTATÍSTICAS

Graduação em Estatística

Apresentação de Monografia

A Escola Nacional de Ciências Estatísticas convida para a defesa de Monografia da Graduação intitulada:

 “APLICAÇÃO DO MODELO VECTOR AUTOREGRESSION (VAR) NA ESTIMAÇÃO DOS DETERMINANTES DO CRÉDITO E INADIMPLÊNCIA DE PESSOAS FÍSICAS NO BRASIL

Alunos: Letícia Maria Correia Borges e Rodrigo Barbosa de Oliveira

Orientador: Waldir Jesus de Araujo Lobão
Data: 26 de janeiro de 2021
Horário: 18h00min
Local:
https://ibge.webex.com/ibge-en/j.php?MTID=mccdeeae649744b8ca4f338a387198be1
Número da reunião: 179 775 8147 (senha TCCENCE)

Resumo da Monografia: O crédito é uma das principais operações financeiras utilizadas no Brasil, sendo um dos responsáveis por impulsionar o crescimento econômico, por isso, o estudo da sua concessão e seus efeitos na inadimplência são de grande importância. Nesse sentido, este trabalho analisou a influência das variáveis macroeconômicas, tais como o PIB, a taxa de juros e a inflação, sobre a concessão de crédito e a inadimplência de pessoas físicas no Brasil, no período entre março de 2011 e setembro de 2020. Ademais, estimou-se uma previsão da concessão de crédito e inadimplência, levando em consideração o novo cenário econômico com a pandemia da COVID-19. Fez-se isso mediante a modelagem de Vector Autoregression (VAR), que possibilitou calcular as funções de impulso-resposta, a decomposição da variância, a Causalidade de Granger e as previsões. O modelo final é do tipo Vector Error Correction (VEC) que considera as relações de cointegração entre as variáveis endógenas. Através dos resultados, observou-se que a expansão da concessão de crédito para pessoas físicas possui relação positiva ao crescimento do PIB, e negativa ao crescimento da inadimplência, inflação e taxa de juros. Verificou-se ainda, que os aumentos na inadimplência de pessoas físicas coincidem com momentos de instabilidade econômica, visto que os resultados demonstram uma relação negativa à evolução do PIB, e responde positivamente aos aumentos do crédito e taxa de juros. Para controlar os impactos da COVID-19 nas séries, foi utilizada uma variável dummy que auxiliou as previsões de curto prazo do modelo. As previsões indicaram uma contínua queda da inadimplência até o primeiro trimestre de 2021, e recuperação do crédito no mesmo período, resultado das medidas provisórias adotadas pelo governo para amenizar os efeitos da crise. Ressalta-se que, todos os resultados estão em concordância com a literatura, indicando efeitos significativos das variáveis macroeconômicas sobre o mercado de crédito de pessoas físicas.

Banca examinadora:
Waldir Jesus de Araujo Lobão (ENCE/IBGE) - Orientador
Eduardo Lima Campos (ENCE/IBGE)
Carlos Roberto Lavalle da Silva (ENCE/IBGE)

Coordenação de Graduação

Endereço: Rua André Cavalcanti, 106 - Bairro de Fátima - CEP 20231-050 - Rio de Janeiro